Obras de Júlio Roldão em leilão pró-Musas

Sábado, 27 de janeiro, 21h00, no Espaço Musas, R. Bonjardim, 998, Porto

«Um desenho a lápis, em papel vegetal, colado no verso de uma tela, assim reutilizada, é um dos traços do conjunto de trabalhos que reuni para esta exposição pública no Espaço Musas. Nunca, nestes quinze anos de fruição do prazer que estes trabalhos proporcionam – prazer tardio iniciado nas vésperas dos meus 50 anos de vida -, nunca ousara a vaidade de uma exposição individual. (…)
Esta não exposição (…) esconde essa ideia da reutilização dos materiais, muito cara à própria filosofia do Musas, ostentando também, de forma mais visível, uma certa sobriedade técnica, compatível com a suposta ousadia do pensamento que está subjacente a qualquer trabalho (…)».

Assim apresenta o próprio autor a motivação primeira da mostra patente neste lugar.
Oito obras (das quais duas já vendidas) todas doadas a favor da sustentabilidade do Musas, e que agora, as restantes, são apresentadas em leilão aos sócios, amigos e público, que se convocam para uma presença a um tempo sensível e solidária neste próximo sábado que se quer – faça o tempo que fizer – muito caloroso.

Bem-vindos!

Leave A Comment